Esqueci minha senha

4 dicas pra você fazer boas Parcerias na Dança (vídeo)

Escrito por Mariana Lolato

 

 

Parcerias na Dança do Ventre

   

Se você vive da Dança, você provavelmente já recebeu e recebe vários pedidos de parcerias. Ou então pode ser que você já tenha feito propostas de parcerias para outras pessoas da área, certo?

 

E a gente pode apostar que em algum destes pedidos de parceria você tenha se sentido meio desconfortável, ou tenha se sentido acuado, ou tenha ficado perdido sobre o que fazer.

 

Ou então pode ser que você queira muito fazer uma parceria com alguém da dança, mas não saiba bem como fazer.

 

Bom, então estas dicas especiais que preparamos pra você vão ajudar bastante na hora de propor ou de aceitar uma parceria de trabalho!

 

O que é uma parceria profissional?
Uma parceria é uma ação de duas ou mais pessoas ou empresas visando um objetivo comum. Falando de outra maneira, para o nosso caso, é quando duas pessoas que vivem da dança percebem que podem se juntar e ambas obter vantagens desta junção. Porque às vezes dois juntos têm mais a ganhar do que cada um sozinho! =)

 

A parceria pode ocorrer entre duas bailarinas, entre duas escolas, entre dois eventos, entre uma escola e um ateliê, entre uma bailarina e quem vende Véus de Seda e por aí vai. Tudo depende de você enxergar uma boa oportunidade. Mas como você vai ver ao longo desta matéria, uma boa parceria deve ser boa para todas as partes envolvidas, caso contrário seu nome deveria se chamar exploração e não parceria, risos.

 

O que não fazer numa parceria (o que evitar)

-não começar a parceria sem conhecer antes a outra pessoa e sem saber bem o que a outra pessoa faz

-fazer a parceria sem deixar bem combinado com a outra parte

-divulgar a parceria publicamente sem passar pela aprovação prévia da outra parte

-ceder tudo ao que o outro quer

-querer tudo do outro

-não ter um diálogo

-propor que o outro faça totalmente de graça o que ele costuma vender, ou seja, o que é seu ganha pão

 

Mas calma! Agora que falamos do que não fazer, a gente vai dar umas dicas das melhores atitudes a tomar.

 

 

4 Dicas pra fazer uma boa parceria

 

1) Primeiro conheça bem e depois proponha uma parceria

Se você não sabe direito o que uma pessoa faz, fica estranho propor uma parceria pra ela, não é? Por isso primeiro saiba o que ela faz. Ela vende Véus de Seda, tem escola, organiza eventos? O que ela faz?

Depois de conhecer o trabalho você tem mais condições de propor uma parceria.

 

2) Leve em conta que ambos os lados precisam ganhar.

Esta é a coisa mais importante de uma parceria: os 2 lados têm que ganhar. Não é uma relação onde um dos lados tira proveito, vantagem do outro. Por isso pense em equilibrar o que cada um deve fazer e o que cada um deve ganhar.

 

3) Evite propor na parceria a troca do principal produto de cada uma das partes.

Por exemplo, se você é bailarina, já deve ter ouvido muito a proposta: “Olha, vou fazer um evento tal dia, você não gostaria de dançar em troca de divulgação?”. Esta proposta deixa a gente de cabelo em pé, né? Dançar em troca de divulgação não é uma boa parceria, pois a bailarina está deixando de ser remunerada por sua principal atividade profissional: dançar.

A mesma coisa quando uma figurinista escuta de uma bailarina a proposta de dar um figurino a ela, em troca de divulgar o atelier para suas alunas. Neste caso, não seria melhor propor uma parceria, onde a cada aluna indicada que comprar no atelier a bailarina ganhe um desconto? Ou então que a cada quantidade de figurinos vendidos para o grupo desta bailarina ela ganhe um figurino de um valor “x”? Seria uma parceria mais equilibrada, certo

 

4) Converse bastante

Conversar ajuda com que cada lado fale e escute, evitando assim mal entendidos. A gente sabe que mal entendidos às vezes podem ocasionar brigas e desentendimentos que duram muito, o que é muito ruim. E vamos combinar que hoje em dia com a tecnologia a gente tem muuuitas possibilidades de comunicação: celular, MSG, WhatsApp, email, Facebook. Aproveita muito delas pra se comunicar cada vez melhor com as pessoas! :)

 

Então resumindo:

O que não fazer numa parceria:

-não começar a parceria sem conhecer quem é e o que a faz a outra pessoa

-fazer a parceria sem falar com a outra parte

-divulgar a parceria publicamente sem passar pela aprovação da outra parte

-ceder tudo ao que o outro quer

-querer tudo do outro

-não ter um diálogo

-propor que o outro faça totalmente de graça o que ele costuma vender, ou seja, o que é seu ganha pão

 

O que fazer numa parceria:

1) Primeiro conhecer e depois propor uma parceria

2) Levar em conta que ambos os lados precisam ganhar.

3) Evite propor na parceria a troca do principal produto de cada uma das partes.

4) Conversar bastante

 

 

Conclusão

Gostou das dicas? A gente espera que a partir de agora você consiga fazer parcerias melhores para os dois lados! E possa usufruir dos benefícios dela para sua vida profissional.

 

Se você quiser ficar por dentro das dicas de Divulgação que a gente divulga por aqui, é só clicar aqui. http://materiais.centraldancadoventre.com.br/dicas-de-divulgacao

 

E se quiser contar quais dificuldades está tendo, a gente pode publicar uma matéria aqui pra te ajudar. É só contar pra gente aqui.

 

E aí você tem alguma ideia do que fazer ou não fazer numa parceria?

Ou então quer contar alguma situação que você viveu?

 

Outra coisa: eu já te contei do Ebook EmpreendeDança? Ele trata de vários aspectos pra ajudar você que vive da dança, como  Gestão de Carreira, Gestão Financeira, Dicas de Divulgação, etc. Pode baixar grátis o seu AQUI.

 

 

Mariana Lolato - Fundadora e Gestora Central Dança do VentreMariana Lolato é fundadora e gestora do Portal Central Dança do Ventre. Cuida da conta dos clientes, do marketing do portal e sempre dá dicas pra quem vive da dança.

 

 

 


Veja Mais ver todas +

Nuvem de Tags

bailarina homenageada bailarina homenagem dança do ventreartigorevista brasil arte professora cairo homenageada dança central danca do ventrebailarinaliteratura vídeos egito musica