Esqueci minha senha

Quais são as suas Prioridades na Dança do Ventre?

Escrito por Juliana Bononi

 

 

Todo mundo sabe que para aprender a dançar precisa-se de muito treino, não tem jeito. Sem treino não há evolução e sem evolução a aluna não sai do lugar.

 

Eu, como professora, sei quando uma aluna tem treinado ou não em casa, é nítido, dá pra saber. E também sei aquelas que não treinam, então não tentem me enganar, não vai colar.

Meu papel como professora é ensinar movimentos e técnicas diversas, é aconselhar, é instruir e também cobrar muito até ser chata. Porém, se a aluna sair da aula e durante a semana ficar de braços cruzados em relação à dança, nada vai adiantar. É algo que deve partir de vocês meninas!

 

Acho que é o momento de vocês pararem pra refletir e definir as suas prioridades na dança. Pensando nisso, criei um texto especificando vários tipos de prioridade com as quais já me deparei durante minha carreira como professora.

 

 

1) Faço aulas porque quero dançar para o meu namorado/marido!

Se o seu objetivo é apenas esse, você não precisará de muito. Basta aprender uns movimentos básicos, escolher uma música tradicional, criar uma performance bem simples e ensaiar algumas vezes até adquirir confiança. Aqui não há muito o que se fazer ou aprender, o treino terá que ser focado em sua performance apenas.

 

 

2) Faço aulas apenas para o meu bem estar!

Se sua prioridade é participar das aulas apenas para se distrair, cuidar de sua saúde física e mental, ok, você não precisa se preocupar tanto com técnicas. Você só deverá usar o treino em casa com o único propósito de dispersar sua mente para esquecer dos problemas do dia a dia e espairecer. Lembre-se: dança também é terapia!

 

3) Faço aulas porque quero me apresentar em shows e eventos promovidos pela escola onde sou aluna!

 

 

Se sua intenção é participar de eventos e espetáculos promovidos pela escola onde você faz aulas, você vai sim precisar treinar bastante em casa. Para participar de eventos não precisa apenas aprender uma coreografia básica criada pela professora, a aluna também deve saber dançar, o que envolve:

-saber executar cada movimento com clareza

-saber unir um movimento a outro de forma limpa e sutil

-realizar movimentos de mãos ou braços de forma ampla e delicada

-ter uma expressão minimamente trabalhada

-ter uma postura bonita, etc.

Você também deverá ser assídua às aulas e, principalmente, aos ensaios.

 

Tanto aqui no Stúdio Hadarahs, quanto em qualquer outra escola de dança que preze pela qualidade de aprendizado de suas alunas, as professoras vão sim cobrar muito isso de você se sua intenção for se apresentar. Nenhuma professora vai deixar uma aluna dançar "de qualquer jeito". Ela vai querer que suas alunas estejam sempre perfeitas para que possam receber elogios e reconhecimento de seu público. Nós professoras jamais queremos que uma aluna seja humilhada ou pague mico, por isso pegamos tanto no pé.

 

Às vezes as alunas pensam que cobramos tanto porque nos preocupamos com o nosso nome, mas não. A verdade é que nos preocupamos com vocês. Uma boa professora sempre preza pelo bem estar de suas alunas, não só durante as aulas, como fora delas.

 

4) Faço aulas porque desejo me tornar uma bailarina profissional!

Se seu sonho é se tornar profissional ou até de fazer parte de uma Cia de Danças para ter a oportunidade de se apresentar, não só nos eventos promovidos pela escola que você faz aulas, mas também em diversos shows, eventos, concursos e mostras de danças por aí afora, você vai ter que se dedicar um pouquinho mais. É claro que quando você participa de uma cia de dança, a escola promove aulas específicas para ensinar e ajudá-las com questões necessárias para seu crescimento como profissional. Mas nesse caso, o treino deverá ser levado mais a sério.

 

5) Faço aulas porque meu objetivo é me tornar professora!

Bom, se o seu objetivo é aprender para um dia poder ensinar você precisará não só de muito treino, como também de muito estudo e PACIÊNCIA!

 

Você precisará treinar para poder adquirir capacidade de mostrar com seu corpo os movimentos às suas alunas, pois elas precisam enxergar o movimento que deve ser muito bem executado. Precisará também estudar muito sobre cultura, danças diversas, folclore árabe, anatomia, assistir diversos vídeos ensinando várias técnicas diferentes de movimentos. Muitas vezes até criar novas técnicas para poder garantir uma boa qualidade de ensino às suas pupilas. E não para por aí não, tem muito mais coisas que uma aspirante a professora deverá fazer: cursos de formação, workshops, palestras e muito mais. E também precisará ter muita paciência e não ir com muita sede ao pote. Para ser uma professora leva tempo, são anos de estudo e dedicação. Então lembre-se: Paciência acima de tudo!

 

Bom meninas, essa é minha listinha de prioridades que diversas alunas já me falaram. Se sua prioridade não está na lista, me fale para que eu possa acrescentar.

 

É importante definir um direcionamento aos seus estudos para que possa absorver ao máximo o que pra você for importante.

 

 

Juliana Bononi: Bailarina profissional, coreógrafa, professora de dança do ventre e proprietária do Studio Hadarahs Bellydance, localizado em Santo André, SP. Formada pelo Curso de Aperfeiçoamento para Professoras da Luciana Arruda. Iniciou seus estudos em dança do ventre no ano de 2002. Possui o Selo de Qualidade Luciana Arruda. Participou dos Ebooks do Central Dança do Ventre Mascote 1º e 2º volumes e Improvisar pra mim é.... 

 

 

 

 


Veja Mais ver todas +

Nuvem de Tags

arte egito homenageada dança do ventre dança bailarina vídeos central danca do ventre professora musicabailarina homenageada cairoliteratura brasilbailarinaartigo homenagemrevista