Esqueci minha senha

Projeto Dança Mulher

Escrito por Carol Hafsa

 

A ideia de cuidar com dança, veio quando eu fazia um trabalho voluntário em um asilo, sentia que a dança trabalhava e tratava muito mais que apenas o saber dançar. Iniciei então a minha jornada em aprender e conhecer mais sobre a dançaterapia. Percebia que quando as aulas acabavam o ambiente se transformava, as feições daquelas senhoras suavizavam e a alegria e a leveza tomava conta daquele lugar tão melancólico.

 

 

De certa forma não eram apenas aulas de dança do ventre (porque dança, que é bom, não dava pra se trabalhar muito, visto que boa parte dessa turma era cadeirante), mas tinha o “horário da alegria” para elas. Mesmo que apenas brincássemos com as mãos em uma ondulação simples, ou que apenas ouvíssemos uma boa música árabe, tudo era apenas descontração. Tinha vezes que apenas o estimular a auto-estima, com uma maquiagem, uma esmaltação nas unhas, uma massagem gostosa ou mesmo apresentar uma dança bastava para ver tantos olhinhos felizes. Parecia que aquelas mulheres tinham sede de algo a mais que uma dança pudesse ensinar. Elas queriam cuidado, afeto e atenção.

 

 

Fiz este trabalho por 6 anos em dois asilos e em uma ONG com mulheres e idosas, com deficientes, mulheres vítimas de agressões e mal assistidas pela comunidade, porém a necessidade de mostrar para estas mulheres o mundo da dança do ventre era maior, gostaria que elas pudessem vivenciar uma apresentação, receberem elogios, se entusiasmarem juntas, a idéia era unir mulheres para se apoiarem...independente das condições físicas e financeiras,dos seus conflitos fora dali e problemas, uma troca de cuidado, experiências, um trabalho de paciência , amor e  sororidade , com  objetivo principal de que elas se sentissem inclusas e capazes.

 

 

Hoje este projeto carrega um nome “DANÇA MULHER!”, que entra como um “grito de guerra” contra todas as lutas que estas mulheres travam em suas vidas.

 

Hoje temos uma turma de quase 30 mulheres entre 13 e 70 anos, que me acompanham desde o meu 1º trabalho com este tipo de aula... As aulas são gratuitas, acontecem em um único horário dentro da minha própria escola. Pintamos, dançamos, rimos, bordamos, costuramos, conversamos, choramos juntas…

 

Neste mês recebemos um presente de um atelier de trajes de dança, uma caixa com muita miçanga, pedrarias, e materiais para confeccionar nossos próprios trajes, tb recebemos a doação de uma costureira da cidade de muito tecido.

 

Vocês não podem imaginar a felicidade que estas mulheres estão.

Vocês não podem imaginar a felicidade que isso tb me retornou!

Se conseguimos fazer algo para que alguém se sinta melhor porque não fazer? Por que não colaborar?

 

Gostaria de deixar o meu convite para quem quiser ajudar, para uma parceria, para praticar o bem com aquilo que você sabe, com aquilo que você tem em mãos.

 

O  cuidar do próximo, o saber ouvir, o saber se doar, compartilhar todo amor que todos nós temos dentro de nós,  em agradecimento por tudo aquilo que a dança já fez por você.

 

“Ninguém é tão pobre que nada possa dar, e ninguém é tão rico que não precise receber.”

 

Carol Hafsa é bailarina e professora de Dança do Ventre em Bragança Paulista - SP. Você pode falar com ela aqui! 

 

 

    


Veja Mais ver todas +

Nuvem de Tags

literaturarevistaartigobailarina homenageada vídeos dança do ventre brasil dança homenagem central danca do ventrebailarina egito arte bailarina cairo musica professora homenageada