Esqueci minha senha

Dança e emoção: uma grande conexão

Escrito por Déh Vian

 

Falo muito sobre a emoção em sala de aula e prezo demais por ela em uma dança.

Particularmente eu não consigo assistir um vídeo completo se não sentir a conexão da bailarina.

 

É o "Tarab"? Talvez. Na verdade não sei pois existem algumas discussões sobre o tema... Alguns dizem que tarab é estilo, outros dizem que se refere ao sentimento.

Eu por exemplo tenho dois materiais de fontes confiáveis e cada um faz referência a uma destas hipóteses. (Aqui a gente relaxa se não endoidamos...risos).

 

Tarab ou não tarab a definição para uma boa apresentação de dança oriental árabe com certeza é a entrega.

 

Então eu me pergunto, por que tanta preocupação com a técnica?

Sim eu cobro a técnica, principalmente das minhas alunas em sala de aula...

Mas todas as vezes que fazemos uma dinâmica eu digo:

- JOGA FORA NO LIXO TUDO O QUE APRENDEU NA AULA e SINTA...se entregue!

- Não dance a música, não controle a música. Deixe que a música te guie e você deve servir à arte.

 

Essas são as minhas frases clássicas que sempre repito.

Na maioria das vezes não funciona, às vezes leva um tempo e tenho pensado sinceramente muito sobre isso e como ajudar vocês a alçarem grandes voos dançantes.

Sim, voar... porque cada dança é uma viagem para o "alto".

Uma verdadeira conexão com o superior, com aquilo que é divino pra você.

Então vamos lá...

 

Para "voar" é preciso estar "leve" ou seja, para obter essa tal conexão você precisa se desprender de tudo aquilo que te empurra para baixo, que te deixa pesada, afinal você precisa estar leve.

 

Agora o peso que cada uma tem, cabe a cada um averiguar e se livrar dele.

 

Não, não é fácil esse desprendimento. Digo até que é um trabalho muito mais intenso do que a própria prática da dança do ventre, pois tem a ver com o nosso interior.

 

Esses pesos podem ser seus medos, travas por n motivos, traumas de infância (ou até de outras vidas, para quem crê no mundo espiritual), bloqueios, falta de sinceridade com sua verdadeira essência, deixar o ego à frente, etc.

 

Pra mim tudo é energia. E por mais que uma bailarina coloque um lindo sorriso no rosto, e tenha uma técnica impecável, se esse sorriso não estiver vindo da alma com amor e sinceridade o público sentirá, as pessoas sentirão. Mesmo que inconscientemente.

 

O verdadeiro artista só irá conseguir tocar a alma do seu público se dançar com alma (alma leve!)

 

Porque não adianta você ser uma "má" pessoa e querer "voar"... lembre-se que para voar é preciso ser leve!

 

E ser leve é o nosso grande desafio como seres humanos.

 

E eu vou tentando a cada novo dia, também tenho muito que aprender na dança e na vida.

 

Beijo grande.

Déh Vian

 

 

Déh Vian, praticante da dança oriental árabe há quase 15 anos, é professora e coreógrafa na Casa Árabe Déh Vian em Araras-SP.

Adquiriu padrão de qualidade da Khan el Khalili em 2012, sendo a primeira de Araras e região com o certificado.

Atualmente faz parte do quadro Superstar Harém Khan el khalili, um show totalmente inovador onde somente as melhores bailarinas das Noites do Harém são convidadas.

 

 

 

 

 

 

Déh Vian está com um curso ótimo no Portal Arabesque (aulas online de vários professores). Clique aqui pra saber mais. 

 

 


Veja Mais ver todas +

Nuvem de Tags

musica bailarina egito homenagem professorarevista arte brasil dançaartigo dança do ventrebailarina homenageadabailarina central danca do ventre vídeos cairoliteratura homenageada