Esqueci minha senha

Como encontrar uma boa professora de Dança

Escrito por Fabiana Mahasin

 

encontrar_boa_professora_danca_do_ventre

 

Muitas pessoas se fazem esta pergunta hoje, pois procuram uma professora de dança do ventre capaz de passar o conteúdo técnico e que entenda da arte. Mas nem sempre as pessoas que vão procurar aulas de dança do ventre, estão preparadas para identificar uma boa profissional. Como saber se aquela profissional é boa, sem conhecer nada de dança do ventre?

 

Antes de mais nada, quero deixar bem claro, que estou escrevendo aqui, o que eu aprendi com os meus 15 anos de experiência em dança no geral. E as dicas que vou dar, são baseadas nesta experiência.

 

É importante destacar, que a primeira coisa que uma aluna nova deve fazer é assistir a uma aula da professora escolhida. Desta maneira a aluna estará percebendo a quantidade de alunas da sala de aula, a didática, a educação, o contato com as alunas, a humildade, a segurança e a paciência dessa professora. Neste primeiro contato, a aluna já terá uma ideia de como a professora é com as outras alunas, e a partir daí sentir a energia da turma. É importante que você se sinta bem no espaço que quer ocupar, afinal de contas você estará freqüentando as aulas para seu bem estar.

 

O próximo passo é fazer uma aula experimental. Muita gente acha que dá pra ter ideia da aula prática apenas observando, mas é impossível, pois somente quando você faz a aula é que consegue sentir os movimentos e como eles são para você. Neste momento, a participação da professora é crucial para que você consiga entender como deve ser a correta execução do movimento. E então, você poderá perceber como ela te explica, e o quanto ela participa do seu desenvolvimento da aula.

 

Falei um pouco antes sobre a quantidade de alunas na sala. É importante observar isso, pois a professora não consegue dar atenção a muitas alunas ao mesmo tempo. O ideal em minha opinião, é que se tenha no máximo 10 alunas em cada turma, para que se consiga prestar um pouco de atenção em cada uma, exceto em casos de workshops ou aulas especiais que acabam tendo muito mais alunas. No caso de aulas de dança do ventre em academias esportivas, também é difícil controlar o número de alunas na turma, neste caso a professora deve se esforçar ao máximo para que nenhuma aluna fique sem atenção ou com dúvidas.

 

Quando você fizer uma aula experimental, não pense que vai conseguir ter ideia de quanto tempo vai levar para aprender a dança do ventre baseando-se apenas por esta aula. Os movimentos são bem diferentes do que estamos acostumadas aqui no ocidente, por isso é uma dança onde encontramos algumas dificuldades. Tenha paciência e tire suas conclusões, depois de pelo menos 1 mês de aula. E não tenha pressa em aprender vários movimentos, e sim, aprender bem os movimentos que lhe forem passados. A boa professora sabe o tempo de passar cada movimento de uma maneira que a aluna possa trabalhar e apurar a técnica aos poucos, e não passar vários movimentos ao mesmo tempo, desta maneira será impossível a aluna aprender um passo se quer.

 

Precisamos perceber que as aulas de dança do ventre são compostas basicamente por passos e coreografias. Os passos devem ser estudados separadamente e com muita atenção para uma execução correta. Com a execução correta do movimento, além de deixar a sua técnica mais apurada você também estará tomando cuidado com a sua postura, e por conseqüência evitando danos ao seu corpo. Uma boa professora passa um movimento passo a passo, fazendo com que a aluna compreenda exatamente como ele é feito. Geralmente a professora tem várias maneiras de explicar um mesmo movimento, pois cada aluna tem um modo de entender, e por isso o ensino deve ser didático e as explicações diversificadas. As coreografias são passadas após o ensino dos movimentos, e de acordo com a evolução da turma. Não há um tempo correto de preparação das alunas para iniciar as coreografias, vai depender do que as alunas já conhecem de movimentos, para poder juntar esses movimentos em uma dança. A coreografia é muito importante para que as alunas possam juntar os movimentos que aprenderam numa única dança.

 

Outro passo importante é conversar com a professora e perguntar sobre suas experiências na dança do ventre. As professoras também devem estudar e estar sempre se atualizando, a realização de eventos com participação de seu grupo também adiciona e muito no currículo da profissional, então fique à vontade, pergunte e esclareça suas dúvidas antes de qualquer coisa.

 

Agora uma parte delicada, o financeiro. A professora que dá aulas em academia ou em seu próprio espaço precisa do dinheiro das aulas para sobreviver. Ela trabalha dando as aulas pelo dinheiro, mas ama o que faz em primeiro lugar e quer realmente que você aprenda a dançar. Se você procurar uma professora que lhe passa a impressão que está somente interessada em seu bolso, procure outra pessoa para fazer suas aulas.

 

E agora vai uma dica para você que quer começar a dar aulas. Antes de mais nada fale com a sua professora e se certifique de que está preparada para ministrar aulas. O parecer de quem entende do assunto é importante. Sua professora também deverá lhe dar um suporte e uma orientação em sua programação de aula para que você não inicie as suas aulas com movimentos mais complicados dificultando assim o desenvolvimento das suas aulas. Tenha consciência de ministrar aulas pelo menos após 3 ou 4 anos de estudos. Não se esqueça de que você vai trabalhar com os corpos de outras pessoas e por isso tenha carinho com seu trabalho.

 

Procure uma boa professora, faça aulas de dança do ventre sim, e se por acaso depois de um tempo você não se identificar mais com a sua escolha, procure outra professora. Você tem esse direito. O importante é estar satisfeita e feliz.

 

  

Fabiana Mahasin
fabianamahasin@gmail.com 

 

 

 


Veja Mais ver todas +

Nuvem de Tags

arteartigo egito homenageada cairo professora brasil homenagembailarina bailarina musicarevistaliteraturabailarina homenageada central danca do ventre vídeos dança do ventre dança